Cuba interfere nas frequências de radioamadores para tentar bloquear comunicações com o resto do mundo | Seja Radioamador

Cuba interfere nas frequências de radioamadores para tentar bloquear comunicações com o resto do mundo

Radioamadorismo Noticia Interferências

Com a revolta anticomunista da população cubana, a interdição governamental na maioria das redes sociais foi questão de pouco tempo, quase imediata, e os cubanos se voltaram aos radioamadores para consegir enviar mensagens dos acontecimentos recentes na Ilha para o resto do mundo.

Porém como já observado a alguns dias por radioamadores no mundo todo, o regime cubano não perdeu tempo e está tentando negar o uso das radiofrequências aos radioamadores que estão na ilha com a interferência direta nas frequências mais utilizadas para a comunicação com os Estados Unidos, especificamente na chamada banda de 40 metros. De acordo com relatos em fóruns , prisões de radioamadores já acontecem em Cuba, e, muitos estão cessando as transmissões para esconder seus equipamentos em locais seguros e retormar as atividades quando possível.

A banda dos 40 metros é uma banda de frequência de uso exclusivo radioamador, abrangendo as frequências entre 6.500/7000 e 7300 kHz, e é uma das bandas mais importantes do radioamadorismo pelas suas características de permitir comunicação de longa distância diretamente entre duas estações de radio sintonizadas com relativa baixa potência. Algumas frequências próximas são inclusive usadas por serviços públicos, científicos, marítimos e aéreos em todo o mundo.

Aparentemente estão ocorrendo interferências também em outras bandas de frequências que são utilizadas por radioamadores para as comunicações que podem ter alcance efetivo ou propagado com a Ilha de Cuba, mas não em tanta intensidade como as que ocorrem na banda de 40 metros.

Em alguns momentos as transmissões de interferências do governo cubano nas frequências de 40 metros (6.500/7000 e 7300 kHz) chegam a ser tão fortes que alcançam a Europa e podem ser escutadas em algumas regiões mais altas da Europa ocidental como Reino Unido, França e Espanha, causando dificuldades de escutar estações dos EUA, América Central e América do Sul.

O governo cubano fechou todas as linhas de comunicação com a ilha, incluindo o acesso à Internet, e neste momento as pessoas estão no meio de uma crise humanitária. Assim que começamos a passar informações no dia 7/11, o regime totalitário cubano começou a causar interferência maliciosa na parte do SSB na faixa de 40 metros dos EUA de 7.125-7.125khz, tornando a seção inutilizável.

Se você é um radioamador ou possui um bom rádio de ondas curtas em qualquer lugar do mundo e pode ouvir as interferências, relate as interferências neste link do fórum QRZ abaixo:

https://forums.qrz.com/index.php?threads%2Fcuban-government-jamming-40-meter-us-ham-band.772207%2F

Enfrentando algumas das piores condições econômicas da história recente, os cidadãos cubanos tomaram as ruas desde o fim de semana passado, protestando contra as políticas do regime comunista e exigindo alívio econômico, sua liberdade e o fim do regime comunista.

Em resposta, o governo cubano começou a implementar controles rígidos da Internet no domingo, com ênfase especial nas plataformas de mídia social. De acordo com um artigo do Yahoo News , o governo visou especificamente o Facebook, WhatsApp, Instagram e Telegram. Isso, de acordo com Alp Toker, diretor da Netblocks, uma empresa de monitoramento de internet com sede em Londres.

Um detalhe muito interessante a se notar foi a seguinte frase: ‘O Twitter não parece estar bloqueado, embora Toker tenha notado que Cuba pode cortá-lo se quiser’.

Provavelmente, isso é estrategicamente intencional. No mundo SIGINT (Signals Intelligence), isso é conhecido como ‘Comms Herding’ – o canalização deliberada das comunicações de um adversário em um ambiente gerenciável, fácil de monitorar e analisar. Estão disponíveis recursos de código aberto (OSINT) que permitem a aplicação de ‘ferramentas analíticas’ em plataformas de mídia social, especialmente Twitter, que auxiliam na análise de tendências, textos, vídeos, chats, etc. Esta é uma informação inestimável para determinar (em tempo real) ações, movimentos e os atores envolvidos, e incluir recursos de previsão.

Espero que os ativistas em Cuba tomem nota disso e ajustem a forma como se comunicam e o que estão dizendo abertamente. Os pôsteres WW2 OPSEC e COMSEC são um lembrete atemporal – ‘Lembre-se: o inimigo está ouvindo’.

Faixas de radioamadores agora monitoradas e interferidas pelo governo cubano

Desde o fim de semana, os operadores de radioamadores em Cuba começaram a se comunicar com outros radioamadores nos Estados Unidos. Um americano, de ascendência cubana, vem assumindo a liderança no esforço de nos manter informados sobre os últimos acontecimentos em Cuba.

Em seu canal no Youtube, o radioamador W7HU Alex postou a seguinte narrativa junto com seu vídeo descrevendo a situação no terreno, com base em relatórios que recebeu de cidadãos cubanos:

Governo cubano começa a tocar porções das bandas de radioamador de 40 milhões (e a área de interferência aumentou desde então):

Este excelente vídeo do Ham Radio Crash Course demonstra Radio Direction Finding (RDF) usando receptores SDR (Rádio Definido por Software) baseados na web, que confirma que os sinais estão emanando de ou perto da ilha de Cuba.

Conclusões:

– Como muitos radioamadores pelo mundo e os operadores do AmRRON Corps (EUA) têm monitorado esses desenvolvimentos recentes, também tivemos a oportunidade de realizar testes no mundo real em um ambiente de interferência intencional por um agente mal-intencionado do governo comunista.

– O congestionamento (supostamente usando 5.000 watts de potência de transmissão) afetou principalmente as comunicações de voz, tornando extremamente difícil para as estações que usam voz/áudio se comunicarem umas às outras.

– Conforme os operadores afetados pelo “Jamming” se moviam para cima e para baixo na banda, eles eram frequentemente seguidos, indicando ‘agilidade de frequência’. Isso significa que eles estão seguindo ativamente os operadores das frequências de radioamador e movendo-se para bloquear seus sinais após se afastarem da parte da banda que está sendo bloqueada.

– Operadores AmRRON na costa leste e sudeste dos Estados Unidos foram capazes de trocar mensagens de texto e arquivos usando modos digitais dentro das partes afetadas da banda que estava sendo bloqueada. O congestionamento não impediu as comunicações no modo digital, que é outra prova dos modos digitais.

Isso também gerou uma discussão sobre a exploração de frequências alternativas dentro de cada uma das bandas em que operamos para operações AmRRON.

Até o momento, não temos conhecimento de nenhuma declaração ou lei que proíba o uso de rádio amador em Cuba. Embora, isso seja algo que poderia ser esperado. No momento, não temos conhecimento de nenhuma repercussão contra operadores de radioamadores licenciados, incluindo avisos ou visitas de autoridades, ou quaisquer diretivas sendo emitidas relacionadas ao radioamadorismo. Parece apenas que o regime cubano está conduzindo medidas de ‘assédio’ contra as operações de rádio amador.

Mais atualizações assim que estiverem disponíveis.

Com informações Amroon – American Redoubt Radio Operators Netowork, k0lwc.com, e textos parciais adaptados de John Jacob Schmidt para a AmRoon Links de referência:

http://www.southgatearc.org/news/2021/july/cuban-40m-jamming.htm#.YPV5vugzaUk


Esse conteúdo foi retirado do site Defesa.tv.br, clique aqui para ler a matéria inteira

Previous Post Next Post